Mestre: Pedro Augusto da Silva

Fonte: Jogo do Pau Português
Nascimento 1833
Morte 1897
Nacionalidade Portuguesa
Naturalidade (?)
Escola Lisboa

Sobre

Aprendeu a jogar com José Maria da Silveira, no quintal que este tinha na sua casa, perto da igreja dos Caetanos.

Foi o primeiro mestre a ensinar no Real Gimnasio Club (Ginásio Clube Português), iniciado em 1895.

Foi mais tarde substituído pelo Mestre Artur dos Santos, e faleceu em 1897, com 64 anos, com uma pneumonia dupla.

Conhecimentos técnico

Mestres onde obteve conhecimentos técnicos do Jogo do Pau português:

Publicações onde é citado

«Aos 60 anos, Pedro Augusto ainda saltava, nos salões do Gimnasio, ao lado dos alunos de vinte anos! (...) tinha duas paixões, a da caça e a do jogo de pau. Foram as únicas "coisas da vida"» que soube fazer. Meditativo, por vezes com momentos de alegria comunicativa, tinha especial predileção pelas anedotas e histórias antigas. Artur dos Santos, também mestre querido, seu discípulo de alguns anos e seu continuador no Gimnasio Clube, recorda-o ainda com saudade de comoção.»
«... Para lhe acabar o retrato, contaremos uma cena em que ele foi o autor e actor. Ia ele, um dia sossegadamente, para a sua repartição quando no fim do Aterro, já perto do Corpo Santo, topou com dois peixeiros, amadores também, jogando o pau, com as varas dos cabazes.<
Parou a vê-los. Amor da arte... (...) travando o dialogo às boas com eles, o pau dum passava-lhe para as mãos: e ei-lo, já metido no jogo, a fazer flores, quando olhando à volta, se via rodeado de muita gente, todos com os olhos esbugalhados, e cheios de admiração pela novidade do espectáculo!...»
PONTES, José, Quási um século de desporto (1834-1924), Sociedade Nacional de Tipografia, Lisboa, 1924 (sobre o livro)

« O sucessor de José Maria Silveira o Saloio foi Pedro Augusto da Silva, o primeiro professor do Ginásio Clube Português, a quem sucederam Artur Santos, Frederico Hopffer e, na actualidade (1949) Domingos Miguel
Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira, Enciclopédia, Limitada, volume XX, 1949 (sobre o livro)

Separata do Livro: Lisboa moderna

No livro Lisboa Moderna de 1906, Zacharias d’Aça, reserva 10 página para reescrever o artigo publicado anteriormente no «Diário da Manhã» em 1883, e depois em 1900, no «O Tiro Civil».

Vídeos

Erro ao criar miniatura: Não é possível gravar a miniatura no destino
Séries Pedro Augusto da Silva
Séries executadas pelos mestres Paulo Brinca e Valter Abrantes
Erro ao criar miniatura: Não é possível gravar a miniatura no destino
Séries Pedro Augusto da Silva
Séries executadas pelos mestres Nuno Russo e José Saramago

Ver também

Referências